sankalpa

dicas e ideias

Publicado em março 24th, 2014 | por phocus+

0

por Professor Hamilton Mamedes

QUASE SEMPRE TEMOS EXPECTATIVAS em relação às coisas que vão acontecer. Estas expectativas são muitas vezes inconscientes e acabam por nos mostrar como percebemos a realidade. Também acontece que nos frustramos quando nossas expectativas não são preenchidas. Uma das razões do estresse e da frustração é o resultado do desencontro entre expectativas e a realidade.

O propósito (sankalpa) é aquilo que se pretende fazer ou conseguir. O propósito. É uma intenção dirigida, mas também uma resolução. O propósito produz foco e direção para aquilo que queremos. Quando não temos um propósito definido, nossa experiência de vida acaba não sendo muito realizadora e significativa.

Para que nossos propósitos e metas se concretizem, existem algumas coisas que devemos fazer. Nosso modo de agir nos dá direção e nos mostra os caminhos para conseguirmos os resultados que queremos.

Sankalpa significa resolução. É uma frase curta, concisa, clara e altamente evocativa. Tem o objetivo de potencializar algum aspecto positivo da personalidade, em nível subconsciente.

 

QUERO PAZ NO MEU CORAÇÃO…

O sankalpa penetra no subconsciente, fortalecendo a estrutura da mente e despertando as forças latentes que facilitarão a realização dos nossos objetivos. Consiste em ativar as qualidades positivas que existem dentro de todos nós, mas que permanecem bloqueadas no subconsciente. Isso dará uma direção mais adequada à nossa existência. É preciso fazer um auto-exame para identificar nossa principal carência e evocar vividamente aquilo que queremos atualizar e melhorar. Embora o sankalpa se faça mentalmente, ele começa no coração.

É uma frase curta, mas carregada de significação. Deve manter-se na meditação e repetir-se pelo menos três vezes ao iniciar e três ao finalizar. Devem ser poucas palavras, e sempre as mesmas, para fixá-las no pensamento: uma frase curta, deve ser positivo — por exemplo, “estou saudável” ao invés de “não estou doente”. Deve conjugar-se sempre no presente. Se você pensar no futuro, nunca vai conseguir o seu sankalpa, porque a mente subconsciente só entende o presente.

Como você deve estabelecer o seu sankalpa em função da sua necessidade, é preciso em primeiro lugar ver qual é essa necessidade. Para ter isso claro, nada melhor do que uma boa auto-análise, profunda e sincera, que sirva para identificar os aspectos mais marcantes da própria personalidade e detectar os erros mais graves cometidos nos últimos tempos. Feito isso, o sankalpa se estabelece com base nas atitudes opostas àquelas que se precisa eliminar. O sankalpa pode trabalhar nos níveis físico, vital, emocional ou mental, dependendo da sua necessidade.

Alguns exemplos:

1. “confio em mim”;

2. “harmonia física e mental”;

3. “o sucesso me acompanha em todos os empreendimentos”;

4. “desenvolvo o meu potencial espiritual”;

5. “eu sou a Paz”.

Repita com vontade, fé, sentimento pleno e consciência.

Cada erro é uma lição, cada conquista um aprofundamento do entendimento de que somos Sat Chit Ananda– Consciência Divina, Plenitude e Bem Aventurança.

Namastê!

Tags: ,


Sobre o Autor



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Voltar ao topo ↑