a grande categoria dos objetos de decoração

detalhes decorativos

Publicado em dezembro 9th, 2013 | por phocus+

0

por Jota Mape

A HISTÓRIA DA TRADICIONAL MARCA FRANCESA BACCARAT teve início com a permissão dada pelo rei Luis XV ao bispo de Metz, monsenhor Louis De Montmorency-Laval, para fundar, em 1764, a fábrica de vidros e cristais “Saint-Anne” na, então, Vila de Baccarat, localizada na província de Lorraine, a leste da França. Seu objetivo era criar uma “vidraria de arte” para concorrer com as da Bohemia, extremamente famosas na época.

Coluna - Jota Mape5Coluna - Jota Mape3Inicialmente, a nova empresa fabricava placas de vidro para janelas, espelhos, copos e taças. Após diversas invasões durante a Revolução Francesa e as guerras do Império, a fábrica ressurgiu como uma cristaleria é já com o nome de Baccarat – graças ao industrial belga Gabriel Aimé d’Antiques. O primeiro cristal fabricado pela empresa data de 15 de novembro de 1816, quando o primeiro forno entrou em operação.Coluna - Jota Mape7 Coluna - Jota MapeColuna - Jota Mape8Já em 1817, foi transformada em primeira cristaleria da França e ganhou notoriedade por seus candelabros, castiçais, lustres, opalinas, pesos de papel, objetos de adorno e os famosos acessórios para mesa – além de ter sido a primeira a fazer cristal colorido e luminárias, em 1827. Desde então, a marca é sinônimo universal de lapidação precisa, manufatura delicada de objetos únicos e nas formas mais variadas.Coluna - Jota Mape4 Coluna - Jota Mape6Seus produtos lapidados com esmero, logo ganharam ávidos consumidores entre os nobres e os mais abonados, o que contribuiu para criar a fama mundial da marca. De reis a plebeus abastados, a Baccarat se transformou em status de opulência, charme e sofisticação real. A fábrica sobreviveu às guerras e revoluções, sempre produzindo copos, garrafas, baldes (muitos encomendados com monograma), seus tradicionais lustres em cascata, abajures, joias, bijuterias, frascos de perfumes, vasos, esculturas, maçanetas,

entre outros… Em 1907, a Baccarat iniciou a produção em larga escala de embalagens para perfumaria, começando com 4.000 unidades diárias. O frasco de cristal Baccarat, dali em diante, passou a funcionar como aval de fragância para poucos, recurso que nomes como Coty, Patou, Elizabeth Arden, Guerlain, Dior, Versace, Chanel e Lancôme, entre outros perfumistas, já exploraram. Para ter ideia do real poder dessa importante marca francesa, de forte projeção internacional, vale ressaltar: no famoso palácio francês de Versalhes os imensos lustres de cristal são Baccarat. As cadeiras de jantar dos czares Romanov, da Rússia, eram feitas de cristal Baccarat. A marca francesa é uma unanimidade já referendada por monarcas, marajás, czares e, posteriormente, por presidentes, chefes de Estado, artistas, renomadas grifes mundiais e consumidores exigentes de todos os continentes. Até 1988, os brasileiros que quisessem ter um objeto de arte Baccarat em casa teriam de comprá-lo em uma das luxuosas lojas da marca em Paris, Nova York, Tóquio. Ou ainda, precisariam garimpar pelas lojas de decoração do país, que às vezes tinham peças para oferecer a seus clientes. Porém, essa história mudou com a inauguração de uma boutique da marca na Oscar Freire, região dos Jardins, em São Paulo – que cerrou suas portas há alguns anos. Brevemente, esse conceito vai mudar quando uma exclusiva boutique Baccarat abrirá suas portas novamente em São Paulo, na famosa Alameda Gabriel Monteiro da Silva, sob o comando do conceituado antiquário Luiz Fernando Began – dono do muito famoso Antiquário Began – há várias décadas sediado num prédio de cinco andares na Avenida Consolação – que comercializa, há gerações, os célebres e impactantes lustres Baccarat.

 

Tags: , , , ,


Sobre o Autor



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Voltar ao topo ↑